Banner Anúncie na Freebike - Topo

Dia mau dos gémeos Oliveira não compromete luta por Tóquio Destaque

Dia mau dos gémeos Oliveira não compromete luta por Tóquio

Portugal continua em lugar de apuramento para a prova masculina de madison dos Jogos Olímpicos de Tóquio, apesar de a dupla formada por Ivo e Rui Oliveira ter hoje ficado na penúltima posição do Campeonato do Mundo de Pista, em Pruszków, Polónia.

A qualificação olímpica é uma prova de fundo, para a qual conta toda a época desportiva. Por isso, Portugal já entrou a ganhar no Mundial, dado que a Holanda não conseguiu apurar-se para a competição deste domingo, acabando por ser ultrapassada no ranking olímpico de madison pelos portugueses.

O desempenho menos conseguido na Polónia, com os portugueses a perderem três voltas, não foi aproveitado pelas seleções presentes e que concorrem diretamente com Portugal pela qualificação, já que nenhuma conseguiu ultrapassar os lusos no ranking.

Ivo e Rui Oliveira até começaram bem a prova deste domingo, pontuando logo no terceiro dos 20 sprints da prova de 50 quilómetros. No entanto, no momento em que o ritmo dos melhores se tornou mais violento, a dupla nacional não teve capacidade de resposta, cedendo três voltas para o pelotão principal, acabando na 17.ª posição, com 57 pontos negativos.

A luta pelo título mundial foi intensa entre as seleções capazes de completarem os 50 quilómetros à extraordinária média de 59,243 km/h. Os alemães Roger Kluge e Theo Reinhardt foram os melhores, com 105 pontos. Seguiram-se os dinamarqueses Lasse Norman Hansen e Casper von Folsach, com 84 pontos, e os belgas Kenny de Ketele e Robbe Ghys, com 82.

“Foi uma corrida em que as três melhores seleções fizeram uma média 2 km/h superior ao que aconteceu no anterior Mundial e nas melhores provas da Taça do Mundo. O Ivo e o Rui não entraram bem no ritmo intenso da corrida e isso foi gerando fadiga, que se acumulou e provocou o resultado aquém do que esperávamos. Ainda assim, foi importante terminar a corrida, porque isso permitiu somar pontos para o ranking olímpico. A qualificação mantém-se possível, mas teremos de melhorar no Europeu de elite e na próxima época da Taça do Mundo”, explica o selecionador nacional, Gabriel Mendes.

Modificado emdomingo, 03 março 2019 17:01

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

voltar ao topo

 

Sponsor Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1  Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1 Sponsor #1
×

Subscreva a nossa Newsletter!

Seja o primeiro a receber as nossas novidades.

Consulte os nossas Políticas de Privacidade & Termos de Utilização
Pode deixar de receber a nossa newsletter a qualquer momento